A Missa

Como havia falado no post anterior eu iria colocar informações da apostila elaborada pela Pastoral da Crisma da Capela Imaculada Conceição da Vila Rezende. 
Vou começar pela Missa momento importante da fé católica.


“A Santa Missa é o centro e o ponto mais alto de toda a vida da Igreja, pois é a fonte de onde provém todas as graças de santificação e salvação”. (Concílio Vaticano II)

Para você compreender a importância transcendental da Missa, que também chamamos de Celebração da Eucaristia, é preciso compreender o “mistério da Redenção”, pelo qual Deus salvou a humanidade. Pois o ponto central da fé católica é a Redenção, realizada por Jesus através de Sua Paixão, Morte, Ressurreição e Ascensão ao céu. E, Jesus quis perpetuar a celebração da nossa redenção pela Santa Missa.

“Eis o mistério da fé”, diz o sacerdote após a Consagração do pão e do vinho, ato em que Cristo se entrega totalmente no altar, fazendo-se presença viva e real no vinho e na hóstia consagrados. Então o mesmo Calvário vivo se renova sobre o altar. E assim, Jesus Cristo continua a salvar os homens de todos os tempos e lugares.

A Santa Missa, que a Igreja Católica celebra desde que Cristo mandou aos Apóstolos: “Fazei isto em memória de Mim”, torna presente o sacrifício, a entrega total de Jesus à Deus, por nós. Torna presente a sua morte na Cruz, atualizando então, a nossa Redenção; isto é, em cada Missa Cristo oferece novamente ao Pai, por nós, o seu único sacrifício.

O termo “fazer memória”, não significa uma simples lembrança ou uma recordação, mas significa “tornar presente”. Por isso, em cada Missa que celebramos, atualiza-se a Páscoa de Cristo e “torna-se presente a nossa redenção”.

Então, é preciso compreender que a Missa não é uma simples reunião de oração, com um padre, para a presidir. Nem é também apenas um culto, onde cantamos, louvamos, pedimos perdão, ouvimos a Palavra de Deus e sua pregação. Não é uma celebração sentimental ou histórica. Nem mesmo é um simples recordar da Última Ceia. É muito mais do que tudo isto.


Ela é o único e suficiente sacrifício de Jesus Cristo, oferecido à Deus Pai, na Cruz, tornado realmente presente no altar. É por isto que é celebrada por um sacerdote e sobre um altar. Pois, sacerdote é aquele que, em qualquer religião, desde a antiguidade, oferece um sacrifício real a Deus, para a remissão dos pecados do povo. E, o altar é o lugar onde este sacrifício é oferecido.

Pela Missa, Deus vem ao nosso encontro e vamos até Ele, por Cristo, na pessoa do Sacerdote. Ao recebermos Cristo vivo na Santa Comunhão, entramos numa íntima união com Ele, pois o nosso corpo, o nosso ser, torna-se o “trono do Rei dos Reis”. Pela Eucaristia, nós unimo-nos em Cristo, e Cristo une-se a nós, de forma viva e real.

Portanto, a Missa é um encontro vivo com Deus! E neste encontro, nos alimentamos de sua Palavra e do próprio Cristo na Eucaristia. Pois, somos pessoas que precisam de alimento para continuar a nossa caminhada de fé.

Porém, infelizmente, muitas pessoas não compreendem o verdadeiro significado da Missa, tornando-se então, indiferentes para com ela, e às vezes, até deixam de participá-la como deveriam. 

Para que possamos participar melhor da Santa Missa, vamos refletir um pouco, parte por parte desta
sublime Celebração:

¡Compartilhe!

0 cristãos:

Follow by Email

 
confirmare Copyright © 2011 | Tema diseñado por: compartidisimo | Con la tecnología de: Blogger